Leonardo Sperb De Paola, Vice Presidente da ACP e sócio do De Paola & Panasolo Sociedade de Advogados, participa de manifesto contra o aumento da carga tributária e o mau uso dos recursos públicos 

Organizado pelas Faculdades Santa Cruz, o manifesto “Sossega Leão”, contra o aumento da carga tributária e o mau uso dos recursos públicos, foi realizado na manhã do sábado (13), na Rua das Flores, no centro de Curitiba, reunindo empresários, estudantes e líderes de entidades de classe e empresariais. Representando as faculdades Santa Cruz, estiveram presentes os professores Cláudio Marcelo e Silas Degraf. A ACP, uma das apoiadoras, foi representada pelo presidente Glaúcio Geara e pelo vice-presidente e coordenador do Conselho de Tributação, Leonardo Sperb de Paola. Além de denunciar a elevada carga tributária que sufoca os brasileiros, o ato também serviu como protesto pela não correção da tabela do imposto de renda pessoa física.

A ação teve início com uma caminhada partindo da Boca Maldita. Os manifestantes seguiram pelo calçadão da rua XV de Novembro até a sede da ACP onde foi montado um palco para as manifestações. Durante a caminhada foram distribuídos panfletos e cartazes com informações detalhadas sobre os impostos embutidos no preço dos produtos mais consumidos pelas famílias brasileiras, entre eles aparelho celular (40% de impostos), material escolar (50%), gasolina (41%) e conta de água (38%).

Segundo Gláucio Geara, além dos impostos abusivos, “o grande problema hoje do Brasil é o mau uso dos recursos públicos, que precisa ser combatido. Ele entregou a uma estudante uma mão inflável com os dizeres: “O Brasil está em nossas mãos”. O vice-presidente Leonardo Sperb de Paola lembrou que há uma luta permanente da ACP por menos impostos, pela contrapartida do governo com melhores serviços públicos e, principalmente, por uma correção da tabela do Imposto de Renda, que está defasada, fazendo com que cidadãos que deveriam estar na faixa de isenção sejam obrigados a pagar impostos sobre sua renda.O diretor do Sescap-PR Euclides Locatelli defendeu a simplificação dos tributos.

“Administrar impostos no Brasil hoje é muito oneroso e gera muita dúvida em virtude das frequentes alterações na legislação”, disse, ao sugerir também que é preciso acabar com a malversação do dinheiro público para que ele seja bem empregado em prol dos brasileiros.
Nesta segunda-feira (15), o Impostômetro, que calcula em tempo real o total de impostos, taxas e contribuições arrecadado no país desde o início do ano, atingia a marca de R$ 825 bilhões 696 milhões por volta de 10 horas da manhã.

No portal www.impostometro.com.br é possível visualizar os valores arrecadados em todos os estados e municípios, e também por período e categoria (produção, circulação, renda, propriedade). Em Curitiba, o painel está instalado na esquina das ruas XV de Novembro e Presidente Farias, sede da ACP.

O manifesto teve apoio de diversas entidades como Associação Comercial do Paraná, Sescap, Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), CRC-PR, Sicontiba, Sindesc, Fiep entre outras.

Fonte e Foto: Associação Comercial do Paraná (ACP).

Publicações Relacionadas