RECEITA FEDERAL ELEVA O LIMITE DO PARCELAMENTO SIMPLIFICADO

A Receita Federal do Brasil, através da Instrução Normativa nº 1.891/2019, elevou para R$5.000.000,00 (cinco milhões) o limite do parcelamento simplificado, aquele que é oferecido aos contribuinte durante todo o ano e permite o parcelamento dos débitos em até 60 parcelas, sem redução de multa e juros.

Destaca-se que esta instrução normativa é aplicada apenas para os débitos administrados pela Receita Federal, isto é, para os débitos já inscritos em dívida ativa, que são administrados pela PGFN, permanece o limite de R$ 1.000.000,00 (um milhão) previsto pela Portaria Conjunta nº 15/2009.

Ressalta-se que a fixação de limites para os valores que podem ser incluídos no parcelamento vem sendo discutida judicialmente, com inúmeras decisões favoráveis aos contribuintes, inclusive proferidas pelo Superior Tribunal de Justiça.

Posts Relacionados

Compartilhe:

Posts Recentes

Envie uma mensagem